Como lidar com a queda de pêlo de gatos e cães?

Não há dúvida que são os nossos melhores amigos, mas nem sempre é fácil lidar com a queda de pêlo excessiva dos nossos cães e gatos (#thestruggleisreal). Então, o que fazer perante a queda de pêlo dos patudos?

É normal que os gatos e os cães percam pêlo. Quem tem animais já sabe que há pêlos pelo chão, pêlos na roupa (mesmo que tenha acabado de a vestir!), pêlos pelo ar… Mas há alturas do ano em que a queda de pêlo piora – geralmente devido à mudança de estação – ou dias em que gostávamos de ter a casa impecável porque vamos receber visitas. 

Escovar o pêlo. No caso dos gatos, é importantíssimo escovar o pêlo dos gatos com frequência. Os gatos de pêlo longo precisam de ser escovados várias vezes por semana e, na altura da mudança de pêlo, até os gatos de pêlo curto devem ser escovados pelo menos duas vezes. Vale a pena relembrar que é preciso uma escova ou luva própria, pois não só vai agarrar mais pêlo, como evita que o gato fique magoado.  

Tosquiar o pêlo. Já no caso dos cães, vale a pena tosquiar o pêlo comprido. A tosquia elimina muito do subpêlo que, caso contrário, se espalha pela casa. No entanto, é importante frisar que isto só é verdade no caso dos cães com pêlo espesso e comprido, pois nos cães de pêlo curto as tosquias em excesso podem tornar a pele do animal mais vulnerável ao Sol, por exemplo. 

Banhos. No caso dos cães, o banho também é uma forma de eliminar pêlos em excesso. Além disso, ao espalhar os produtos de limpeza acabamos por escovar o pêlo (perfeito para animais que resistem à escovagem tradicional!). Os gatos são mais conhecidos pelos seus banhos prolongados à base de lambidelas, por isso há muitos veterinários que desaconselham este cuidado. 

Atenção! Se notam que o vosso gato ou cão está a perder mais pêlos do que o normal, fiquem atentos! Muitas vezes, os animais perdem mais pêlo em situações de stress (como lutas entre si, quando há mais do que um animal em casa) ou quando têm problemas de saúde. Os sintomas costumam ser alopecia (queda de pêlo em áreas específicas do corpo), coceira e alterações no comportamento causadas pela dor e pelo stress. Outra causa possível é a má alimentação. Se suspeitam de intolerâncias alimentares, procurem um veterinário ou tentem passar para um regime BARF (comida crua que se aproxima à dieta natural dos animais). 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s